Menu

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Como ir para Petra por conta própria

Aposto que você, muito provavelmente, deve ter imaginado que, talvez, não fosse possível chegar a Petra por conta própria, sendo, então, melhor contratar alguma agência para te levar até lá em uma excursão organizada. Mas acredite: é plenamente possível ir para Petra por conta própria, o que, sem dúvida, sairá mais barato.

No nosso caso, nos dirigimos até a cidade perdida a partir de Israel, cujas principais cidades não ficam distante desta que é uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Neste post, explicaremos como fizemos e daremos algumas dicas para tentar ajudá-lo a fazer o mesmo.

Chegar a Petra por conta própria é bem mais fácil do que você possa imaginar

Petra se localiza no sul da Jordânia, relativamente próxima à fronteira do país com Israel. A primeira coisa que você precisa saber, no entanto, é que a travessia pelas fronteiras terrestres entre os dois países não é aberta em qualquer ponto, havendo, na verdade, apenas três postos que permitem a passagem.


O mais recomendado entre eles é o localizado em Eilat, cidade mais ao sul de Israel. É para lá que você deve seguir para atravessar a fronteira e, assim, chegar à cidade jordaniana de Aqaba, cidade localizada a cerca de 2 horas de Petra.

Falo sobre as fronteiras entre os dois países e como é a travessia detalhada no posto localizado em Eilat no post "Como atravessar a fronteira entre Israel e Jordânia". 

Se você quiser saber como chegar a Eilat, dou as dicas em "O que fazer em Eilat, a cidade mais ao sul de Israel". No nosso caso, fomos de ônibus a partir de Jerusalém. Ao descer em Eilat, pegamos um táxi até a fronteira, passamos pelos procedimentos imigratórios e, em torno do meio-dia, já estávamos em Aqaba.

O que você agora pode estar se perguntando é: Mas como ir de Aqaba para Petra?

No site oficial de Petra, fala-se em um ônibus público que sai do mercado no centro de Aqaba diretamente para Petra. Mas não encontrei nenhuma informação adicional como os horários e frequências das saídas, de forma que resolvemos não arriscar, nos restando, então, apenas duas opções para ir sem agência de turismo:

1. Contratar algum taxista para nos levar até lá.

2. Alugar seu próprio carro e ir dirigindo.

Tem receio de dirigir na Jordânia? Pois relaxe. É super fácil e tranquilo dirigir de Aqaba até Petra. A estrada é excelente, toda asfaltada e bem sinalizada. E, para você ter uma ideia, nós nem mesmo acrescentamos GPS à locação do carro nem estávamos com internet no celular. E chegamos, tranquilamente, a Petra, sem errar ou ter dúvidas no caminho.

E lá fomos nós dirigindo até Petra


O caminho em azul é o que deve ser pego para ir de Aqaba até Petra

Apenas perguntamos ao funcionário da agência qual rodovia deveríamos pegar. Aqaba é uma cidade pequena e nossa locadora, a Avis, estava bem próxima à saída. 

Você sairá pela Aqaba Highway que cairá direto na Desert Highway. Não tem erro. A estrada vai passando pelo deserto jordaniano, caracterizado por uma paisagem rochosa avermelhada.

Saindo de Aqaba e pegando a Desert Highway

A rodovia até Petra vai cruzando o deserto


A paisagem rochosa é comum pelo caminho





Formações rochosas do Deserto da Jordânia

Apenas após pouco menos de 90Km você chegará ao único ponto em que deverá mudar de rodovia, entrando, à esquerda, na Kings Highway (até este ponto, a rodovia é duplicada). Mas não se preocupe, há placas sinalizando a entrada. Afinal, Petra é o destino mais popular do país. 

Ponto da rodovia em que se deve pegar à esquerda para seguir direto até Petra

Desta forma, basta sempre procurar pelo nome "Petra" nas placas ou, então, por "Wadi Musa", pequena cidade localizada ao lado do sítio arqueológico e onde você, provavelmente, irá se hospedar. Se a seta estiver indicando um dos dois, você estará no caminho certo. E não se preocupe: os nomes estão escritos com o alfabeto ao qual estamos habituados.

Parando o carro para fotografar flores do deserto no meio do caminho

Ao chegar a Wadi Musa, foi o único momento em que sentimos falta de um GPS. Acabamos nos enrolando para encontrar o nosso hotel. Mas é para isso que serve o "quem tem boca vai a Roma", não é mesmo?

Uma dica importante: abasteça o carro assim que sair de Aqaba. Há posto de gasolina logo na saída. A locadora nos entregou o carro com o tanque quase zerado e foi um baita alívio o momento em que vimos o posto. Aliás, achamos o combustível barato no país. E não é preciso um tanque cheio para ir e retornar de Petra (3/4 do tanque é mais do que suficiente).

Sobre o serviço da Avis, não gostamos. O carro estava em boas condições, mas fedia a cigarro, assim como o interior da própria agência (na verdade, notamos que isto é comum nos estabelecimentos da Jordânia). 

Para prevenir qualquer aborrecimento, levamos nossa Habilitação Internacional para Dirigir. Na estrada, ao passar por um posto policial, fomos parados (notamos que é rotina), mas quando o oficial viu que nosso passaporte era brasileiro nem o abriu e nem pediu mais nenhum documento. Apenas sorriu e nos mandou seguir viagem.

E, embora eu tenha dito que Aqaba fica a cerca de 2 horas de Petra, chegamos antes disso, em cerca de 1:45h. E, sim, respeitamos o limite de velocidade!

Para retornar a Aqaba, bastou fazer o caminho inverso.

Percebeu como é simples e prático ir por conta própria para Petra, uma vez estando em Israel? Está esperando o que então?



OBS:
1. Este post não recebeu nenhum tipo de patrocínio

9 comentários:

  1. Boa tarde. Adorei esse posto sobre ir à Petra de carro. Gostaria de saber se há estacionamento no sítio arquelógico de Petra.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Fico feliz que tenha gostado! Há estacionamento sim! Pode ficar tranquila! :)

      Excluir
  2. Olá! Foi retido dinheiro da caução para pegar o carro? E vc sabe se é possível pegar em aqaba e entregar em amã?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata! Eles pediram o cartão de crédito no momento da entrega do veículo, como é costume fazerem em locadoras. Sobre entregar em Amã, não sei te dar certeza, mas se vc fizer uma simulação no site da locadora, vai aparecer a disponibilidade informando se é possível ou não. Se for possível, pode ser que eles cobrem uma taxa extra pelo fato de entregar em outro local! Espero que vc consiga! :)

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. OI Erik estou planejando a mesma viagem, algumas dúvidas.

    Quanto paga para entrar em PETRA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edilson! Na época da nossa visita, estava custando 90 dinares jordanianos, mas se o turista dormisse pelo menos uma noite no país, o valor caía para 50. Há também a opção de pagar 5 dinares a mais caso queira utilizar o ingresso por dois dias.Falo sobre isto e dou outras dicas neste post: http://www.blogsaladeembarque.com.br/2018/01/10-dicas-para-voce-programar-sua-visita.html

      Excluir
  5. Mais uma coisa o visto da Jordania emite na fronteira mesmo? Ou solicitou antes da viagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na época da minha viagem, não foi necessário tirar visto antes. Ele foi emitido na própria fronteira, junto aos outros procedimentos de passagem. No entanto, este tipo de norma pode sempre mudar e, portanto, sugiro entrar em contato com o Consulado da Jordânia no Brasil para confirmar se houve alguma mudança antes da sua viagem. Vou te passar o link da página do consulado na internet: http://jordania.org.br/site/

      Excluir