Menu

sábado, 17 de novembro de 2018

Uma rápida passagem por Portovenere

Localizada em uma península ao lado de La Spezia, na Ligúria, encontra-se uma pequena cidade balneária que, por ter abrigado, na antiguidade, um templo em homenagem à deusa Vênus, acabou recebendo o nome de Portovenere (pelo menos, esta é uma das teorias mais aceitas para explicar o seu nome).  E, pela similaridade e proximidade com Cinque Terre, acabou recebendo a alcunha de sexta terre.

Portovenere

Como estávamos de carro, saindo de La Spezia após nossa visita a Cinque Terre, não resistimos à tentação de fazer uma parada rápida em Portovenere. E não nos arrependemos desta decisão. Na verdade, nos arrependemos mesmo foi de não ter ficado mais tempo por lá ou até mesmo nos hospedado na cidade. Amamos tanto que já decidimos retornar um dia para poder aproveitar mais o lugar.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Como foi nossa visita a Cinque Terre

Nosso foco desta viagem à Itália era a Toscana, mas não resistimos a fazer um desvio e tirar um dia para visitar a famosa Cinque Terre. Estávamos hospedados na província de Lucca e, em pouco mais de uma hora dirigindo pelas estradas italianas, seria possível chegar a La Spezia, deixar o carro estacionamento e pegar o trem até os famosos vilarejos da Ligúria.

E foi exatamente o que fizemos. Já demos todas as dicas úteis sobre Cinque Terre em outro post (como chegar, onde deixar o carro, como se deslocar entre as terres, como adquirir o Cinque Terre Card). Neste iremos descrever como foi a nossa experiência e dar algumas dicas do que fazer e conhecer em cada uma das vilas.

Fizemos as terres na seguinte ordem: Manarola, Corniglia, Vernazza, Monterosso e Riomaggiore. Chegamos às quatro primeiras de trem e, a partir de Monterosso, pegamos um barco retornando até a primeira das terres no sentido sul-norte, Riomaggiore. A intenção foi poder ter também o ponto de vista dos vilarejos a partir do barco.

Cinque Terre

Lembrando que adquirimos o Cinque Terre Card, que dá direito ao transporte ferroviário entre as terres, ainda na estação ferroviária de La Spezia.

Visitando Manarola

A estação de trem de Manarola fica bem no centro do vilarejo, de forma que já descemos no meio da agitação. Como vocês já devem saber a esta altura, o local recebe um número enorme de turistas diariamente, de forma que vai ser bem difícil encontrar tranquilidade por lá.

domingo, 14 de outubro de 2018

O que é preciso saber para conhecer Cinque Terre

A cobiçada Cinque Terre corresponde a cinco pequenas vilas italianas incrustadas sobre penhascos de frente para o mar, constituindo uma das principais atrações turísticas da ragião da Ligúria. Com típicas e coloridas habitações italianas, as cinco vilas competem entre si pelo posto de mais bonita, fornecem praias para que o turista possa se refrescar durante o verão italiano e encantam com belas e pitorescas paisagens.

Manarola, a terre que considero mais bonita

As cinco vilas são as seguintes, seguindo a ordem sul-norte:

1. Riomaggiore, uma das comunas mais populares entre as cinco, possui trilhas que levam a imperdíveis mirantes com vista para o mar.

2. Manarola, distrito da comuna anterior, não perde em nada no quesito beleza (a considero, inclusive, a mais bonita das cinco) e é interligada a Riomaggiore pela popular trilha conhecida como Via Dell´Amore.

3. Corniglia, distrito de Vernazza, é a menos visitada entre as cinco devido ao seu acesso mais difícil e, por isso, acaba sendo a menos lotada.

4. Vernazza, comuna que possui uma antiga torre medieval na parte mais alta do penhasco de frente para o mar, conhecida como Castello Doria. 

5. Monterosso al Mare, comuna que possui a geografia menos acidentada e as prais mais propícias para banho, com uma considerável faixa de areia (privada e, portanto, paga, em sua maior parte).

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Conhecendo a Torre de Pisa

Pisa foi a cidade da Toscana onde pousou o nosso voo e, portanto, foi por onde iniciamos a nossa roadtrip por esta bucólica região da Itália. Desta forma, saímos dirigindo do aeroporto da cidade direto para a mais famosa atração da cidade, a curiosa torre inclinada de Pisa.

A Torre de Pisa
A cidade, com seus mais de 80 mil habitantes, é a capital da província de mesmo nome e uma das mais importantes da Toscana. Fica bem próxima ao litoral e é cortada pelo famoso Rio Arno, o mesmo que atravessa Florença. Passamos pelo rio no caminho até a torre, parando para uma foto, claro!

O Rio Arno na cidade de Pisa

A Piazza dei Miracoli é a área da cidade onde se encontra a Torre de Pisa, mas esta não é a única atração do local, dividindo, com a Catedral de Pisa e o Batistério, a beleza histórica do lugar. Aliás, a famosa torre foi construída com o objetivo de servir de Campanário para a igreja e não teria se tornado uma das principais atrações turísticas da Itália se não fosse a sua inclinação iniciada logo após o começo da sua construção e que, atualmente, é de quase 4 graus.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Dicas para dirigir pela Toscana

Percorrer a Toscana com um carro alugado foi uma decisão que tomamos assim que compramos a passagem para esta região da Itália. Afinal, queríamos percorrer as belas estradas desta parte do país com calma, ao nosso ritmo, parando onde tivéssemos vontade e com a liberdade de mudar o nosso destino se assim o quiséssemos.

De carro pela Toscana

E foi exatamente o que fizemos, sem nos arrepender desta decisão em nenhum momento. Tivemos, assim, a possibilidade de parar em uma feira para comprar morangos e cerejas em um sábado pela manhã, ao passar pela pequena cidade de Buonconvento. Pudemos decidir, de última hora, ir tomar banho em um balneário de águas termais em pleno Vale d´Orcia. Tivemos a opção de parar na beira da estrada para admirar e fotografar San Gimignano e Pienza de longe. E ainda foi possível passar por Siena para jantar, cidade que nem estava, originalmente, no nosso roteiro.

A liberdade de parar onde quiséssemos

E são exatamente estas experiências inusitadas que acabam entrando na lista de momentos memoráveis de uma viagem.

Mas para dirigir pela Toscana é preciso ter em mente alguns detalhes para evitar surpresas desagradáveis, como acabar saindo da Itália com alguma multa a ser paga em euros. Ninguém vai querer passar por isso, não é mesmo?

Portanto, darei abaixo algumas dicas para ajudar os leitores que pretendem fazer como nós e desbravar as estradas das Toscana de carro.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Nosso roteiro pela Toscana

Uma das maiores e mais cobiçadas regiões da Itália é a Toscana, que permeia o imaginário de todo viajante com imagens de campos e colinas verdejantes, adornadas por ciprestes, parreiras e cidades medievais. Desta forma, evoca o romantismo ao fornecer ao visitante paisagens exuberantes, cidades aconchegantes e uma culinária de tirar o chapéu, regada a vinho e intercalada por deliciosos sorvetes.

Paisagem comum da Toscana

Não à toa, foi o destino escolhido, por nós, para a nossa lua de mel. Uma escolha que valeu à pena, não apenas pelo romantismo citado acima e confirmado durante a nossa passagem, mas também pelo fato da Toscana está intimamente relacionada à história e às artes.

Afinal, foi Florença, a capital da região, o berço do renascimento, trazendo à luz artistas célebres, como Michelangelo e Botticelli. Foi em Florença que viveu Dante Alighieri, responsável pela configuração do idioma italiano como o conhecemos hoje. Foi em Florença que Galileu Galilei revolucionou a ciência.

E a coincidência de tantas mentes brilhantes terem convergido para uma única cidade, acaba dando um ar místico à capital da Toscana, ao mesmo tempo em que aumenta o apelo em se visitar o berço de tanto conhecimento e talento.

domingo, 16 de setembro de 2018

Como é o MiniTrekking pelo Glaciar Perito Moreno

Embora conhecer o Glaciar perito Moreno fosse um sonho antigo, eu não fazia ideia de que, além de vê-lo de perto, seria possível caminhar sobre ele. Foi quando iniciei a programação do nosso roteiro por El Calafate que descobri que havia esta possibilidade e, sem pensar duas vezes, decidi que teríamos que fazer este passeio conhecido como icetrekiing.

E não poderia ter tomado uma decisão melhor. Fazer o trekking por uma das geleiras mais famosas do mundo foi não apenas a experiência mais marcante desta nossa viagem pela Patagônia como também foi uma das mais marcantes da nossa vida de viajantes.

Afinal, se o glaciar já encanta de longe, imagina poder tocar, pisar e porque não sentir o azul mágico de seus caminhos congelados, de suas esculturas naturais, de seus labirintos moldados pelo vento e de seus pequenos lagos de água cristalina...

Portanto a maior dica que posso dar sobre a visita ao Glaciar Perito Moreno é: não deixe de fazer o trekking sobre a geleira!

O inesquecível trekking pelo Glaciar Peiro Moreno

Apenas uma empresa é autorizada pelo Parque Nacional Los Glaciares a realizar o passeio: a Hielo y Aventura. Além disso, o número de visitantes diários é limitado, o que é perfeitamente compreensível, já que é preciso ter todo o cuidado para manter a preservação do local, impedindo qualquer tipo de agressão que poderia ser causado pelo turismo de massa.