Menu

domingo, 5 de janeiro de 2020

Como é dirirgir pelo Marrocos?

Confesso que, a princípio, estávamos muito receosos em dirigir no Marrocos. Mas, passada a experiência, não sentimos absolutamente nenhuma diferença entre alugar um carro lá ou em outros países, embora algumas precauções sejam necessárias.

Vale ressaltar que só ficamos com o carro por dois dias, mas percorremos mais de 700 Km de estradas, de modo que acreditamos ser possível afirmar que não há nenhuma dificuldade em se dirigir por lá.

Um dos lugares que encontramos no meio do caminho, enquanto dirigíamos pelo interior do Marrocos


O Marrocos possui as mesmas grandes redes de aluguel de automóvel encontradas no restante do mundo e, mesmo aeroportos pequenos como o de Ouarzazate, onde alugamos nosso carro, são abastecidos por uma ou mais destas empresas.

Mas pesquise bem a avaliação de cada uma destas empresas na hora da reserva, por mais famosas que elas sejam. Isto porque é muito comum o relato de problemas com os carros alugados no país e não é raro ler histórias de pessoas cujos carros se quebraram ou tiveram o pneu furado no meio do nada. 

Portanto, escolha uma locadora melhor avaliada e considere contratar o seguro completo. Na hora de receber o carro, cheque bem os 4 pneus e o estepe, assim como qualquer outro dano que o veículo possa ter. Também é bom guardar bem o telefone fornecido pela locadora para o caso de problemas.

domingo, 17 de novembro de 2019

É possível viajar pelo Marrocos por conta própria?

Já respondendo de cara o título deste post: sim!! É plenamente possível! Nós passamos uma semana no país, o visitamos se sul a norte, e fizemos tudo por conta própria, sem contratar nenhuma agência. Foi tudo tranquilo, não passamos por nenhuma situação de estresse e, se voltarmos um dia ao país, faremos tudo por conta própria novamente.

Encontrando um oásis durante nossa viagem por conta própria no Marrocos

Claro que, contratando uma agência, toda a sua programação será mais tranquila. E a vantagem de uma agência no Marrocos é que praticamente todas trabalham com roteiros personalizados. Então, você mesmo poderá montar seu roteiro e determinar quanto tempo quer ficar em cada lugar; e a agência apenas fornecerá o carro e o motorista/guia. Ela também pode reservar seus hotéis ou, se você preferir, pode também assumir esta responsabilidade.

A desvantagem: o preço. Logo que comecei a pesquisar e entrar em contato com diferentes agências, o valor por pessoa me desanimou. Confesso que estávamos receosos de percorrer o país por conta própria, mas o bolso falou mais alto e preferimos arriscar.

sábado, 16 de novembro de 2019

Voando de parasail sobre o mar de San Andres

Confesso que chegamos em San Andres com a certeza de que não iríamos fazer este passeio, pelo fato de eu ser bem medroso para este tipo de atividade. Técio, no entanto, estava com muita vontade de fazer e, após passar dois dias vendo de longe como era o voo, acabei criando coragem na véspera de ir embora. 

E pode confiar: eu, que fujo de atividades radicais, achei o voo bem mais tranquilo do que parecia. Achei seguro e acabou valendo muito à pena.

Voo de parasail sobre o mar de San Andres


Tanto vale à pena que, mesmo sendo o passeio mais caro da ilha (estava custando 150 mil pesos colombianos por pessoa), é também o mais concorrido. Mas não apenas a procura contribui para isto, como também o número limitado de passeios ao longo do dia.

Os passeios costumam ser oferecidos a partir das 9 horas, saindo uma lancha com 5 a 6 duplas cada. Como só decidimo fazê-lo na tarde da véspera da nossa partida, precisávamos reservar no horário mais cedo do dia seguinte. Mas, como esperado, não encontrávamos mais vagas.

Como é a visita à Isla Acuario, em San Andres

A Isla Acuario é, na verdade, um pequeno banco de areia a alguns poucos quilômetros da costa de San Andres, onde uma barreira natural forma uma piscina de água cristalina, cuja cor e tranquilidade encanta qualquer um.

E, por pouco, não perdemos a visita a esta que acabou sendo nossa atração preferida em San Andres. Afinal, como havia lido que, por ser uma área pequena, acaba ficando superlotada de turistas, acabei colocando como algo opcional no nosso roteiro. E só fizemos o passeio porque a ilhota conhecida como Johnny Cay estava com o acesso fechado para visitação.

Isla Acuario. E pensar que este paraíso não estava como algo obrigatório em nosso roteiro!


É verdade que o local fica superlotado, mas isto não nos atrapalhou. Até porque a piscina que se forma em volta é extensa e sempre dá para você fugir da multidão indo para uma área mais afastada. E ainda há a opção de passar um tempo em Haynes Cay, ilhota muito próxima ao Acuario, para a qual é possível se deslocar a pé.

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Dando a volta na ilha de San Andres em um carrinho de golf

Um dos passeios mais populares na paradisíaca San Andres é a volta completa que se pode dar em toda a sua orla. Desta forma, o visitante pode passar por várias atrações turísticas da ilha, sendo preciso reservar um dia inteiro para conseguir fazer tudo.

Dando a volta em San Andres em um carrinho de golf

O meio de transporte mais popular para tal empreitada é o carrinho de golf. Embora não atinja velocidades altas, este não será um empecilho, já que a ilha é pequena e nenhum turista vai precisar correr. As estradas são razoáveis e dá para dirigir pelo trajeto sem maiores problemas.

Há mais de uma locadora na ilha, sendo a Esmeralda uma das mais procuradas. No nosso caso, a anfitriã da casa em que estávamos hospedados entrou em contato com a Trip Renta Car, que foi entregar o carrinho lá mesmo, nos poupando o trabalho de deslocamento. 

Para o aluguel, é necessário apresentar a carteira de motorista. O tanque foi entregue cheio e, da mesma forma, deveríamos devolvê-lo (nada muito diferente do aluguel de um carro comum). O valor cobrado para um dia apenas de uso (das 9 às 18h) foi de 150 mil pesos colombianos.

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Dicas úteis para a sua visita a San Andres, no Caribe Colombiano

A Ilha de San Andres é, por muitos, conhecida como o "Caribe que o brasileiro pode pagar" por ser uma das ilhas mais baratas do mar caribenho. E, por pertencer a Colômbia (embora esteja a mais de 700Km da costa do país), é comum que os turistas que visitam o país acabem optando por incluir a ilha no roteiro. E foi exatamente o que fizemos.

Foi a nossa primeira vez no Caribe e não podíamos ter saído de lá mais satisfeitos. Passamos 3 dias muito bem aproveitados na ilha, o que contribuiu para tornar a nossa passagem pela Colômbia tão especial.

Neste post, daremos algumas dicas úteis para aqueles que também pretendem visitar este paraíso caribenho.


Um pedacinho de San Andres


Entendendo a ilha


Com apenas 26Km2, San Andres é uma ilha pequena, mas que tem muito a oferecer ao visitante. Rodeada pelo que ficou conhecido como "mar das sete cores", é impressionante observar, à medida que se percorre a sua pequena extensão, como as cores das águas do mar realmente vão mudando de coloração, o que só aumenta o seu encanto.

Não sei se conseguimos ver todas as sete cores, mas eram tantos tons de azul e verde que a impressão é de ter passado de sete.

domingo, 20 de outubro de 2019

Nossa frustrante visita à Playa Blanca, em Cartagena das Índias

Considerando a proximidade de Cartagena das Índias com o Mar do Caribe, é muito difícil, para o visitante, conter a tentação de visitar as tão desejadas praias caribenhas. Mas a primeira coisa que você precisa saber é que não vai encontrar praias assim na própria cidade. Afinal, as praias urbanas de Cartagena têm areia e água escuras.

Mas não se desespere! Bem próximo a Cartagena (a cerca de 1 hora de barco), está o Arquipélago do Rosário e as Ilhas Baru, repletas de praias de areia clara e mar azul-esverdeado que vai fazer você experimentar um pouco do Caribe.

São muitas opções de passeios até estas ilhas, com muitos destinos disponíveis para se escolher e diferentes opções de transporte. Portanto, é preciso ter bem em mente o que você quer e quanto tem para gastar para poder fazer a melhor escolha.

Há dois tipos de ilhas na região: as públicas e as privadas. As primeiras são, obviamente, mais baratas, já que você terá que pagar apenas o valor do transporte e a taxa portuária (os valores devem variar entre 25 e 50 mil pesos por pessoa e é válido negociar). Já as segundas são bem mais caras, com valores que costumam ultrapassar 150 mil pesos por pessoa.

O mar caribenho em Playa Blanca

Mas as ilhas particulares têm uma vantagem: mais exclusividade, menos multidão, mais limpeza nas praias e ausência de assédio de vendedores ambulantes. Sem dúvida, é uma experiência muito melhor e, por isso mesmo, bem mais cara.