Menu

domingo, 17 de novembro de 2019

É possível viajar pelo Marrocos por conta própria?

Já respondendo de cara o título deste post: sim!! É plenamente possível! Nós passamos uma semana no país, o visitamos se sul a norte, e fizemos tudo por conta própria, sem contratar nenhuma agência. Foi tudo tranquilo, não passamos por nenhuma situação de estresse e, se voltarmos um dia ao país, faremos tudo por conta própria novamente.

Encontrando um oásis durante nossa viagem por conta própria no Marrocos

Claro que, contratando uma agência, toda a sua programação será mais tranquila. E a vantagem de uma agência no Marrocos é que praticamente todas trabalham com roteiros personalizados. Então, você mesmo poderá montar seu roteiro e determinar quanto tempo quer ficar em cada lugar; e a agência apenas fornecerá o carro e o motorista/guia. Ela também pode reservar seus hotéis ou, se você preferir, pode também assumir esta responsabilidade.

A desvantagem: o preço. Logo que comecei a pesquisar e entrar em contato com diferentes agências, o valor por pessoa me desanimou. Confesso que estávamos receosos de percorrer o país por conta própria, mas o bolso falou mais alto e preferimos arriscar.

E não nos arrependemos, como deu para perceber no nosso primeiro parágrafo. Alugamos carro em uma parte da viagem e foi muito tranquilo dirigir pelas estradas do sul do país. Fizemos dois trechos de ônibus e tanto a compra da passagem como a viagem em si ocorreu sem nenhuma dificuldade. Viajamos de trem, que não deixou nada a desejar em relação aos trens que já pegamos pela Europa.

Dirigindo a caminho do Saara

E andamos pelas cidades sem nenhum estresse, já que o Marrocos é um país seguro. O índice de criminalidade é baixo e não espere ser assaltado na esquina, como pode ocorrer no Brasil. Entretanto, tenha cuidado com os bolsos em lugares mais cheios, pois pode haver batedores de carteira. E não aceite ajuda de qualquer um na rua. Em geral, são golpistas que vão se oferecer para te levar "de graça" a algum lugar, mas vão tentar te extorquir no final.

E se você for mulher e estiver viajando sozinha pelo país, realmente recomendo uma agência. Mas, se ainda assim, quiser encarar o país por conta própria, tenha cuidado para não andar sozinha em ruas vazias, especialmente à noite; evite ficar sozinha com um ou mais homens desconhecidos; não aceite carona nem ajuda de alguém no meio da rua; e evite roupas muito curtas ou ombros descobertos (isto pode gerar comentários desagradáveis e constrangimentos).

Em resumo: se você viaja por conta própria no Brasil, você também conseguirá viajar por conta própria no Marrocos. Mas as mulheres viajando sozinhas precisarão de um pouco mais de cuidado.

Caminhando por Marrakech


Abaixo, algumas dicas para você que, assim como nós, viajará por conta própria pelo Marrocos:

1. Se for alugar um carro, tenha o máximo de cuidado para não ultrapassar a velocidade das estradas. Há policiais rodoviários escondidos monitorando mesmo estradas mais desertas. E a multa por excesso de velocidade pode sair bem cara.

2. Se for andar de ônibus, escolha apenas aqueles de categoria turística, que se resume a duas empresas: a CTM e a ONCF. Esta última é, na verdade, a empresa marroquina de trem, mas também oferece alguns trechos de ônibus. Conseguimos comprar passagem pela CTM online, mas não tivemos êxito na compra online no site da ONCF (nem para passagem de trem nem para de ônibus), mas conseguimos comprar presencialmente sem dificuldade.

Para Chefchauen fomos de ônibus, pela CTM, a partir de Tanger

Indo de ônibus, pela ONCF, de Ouarzazate para Marrakech, atravessando a Cordilheira de Atlas


3. Compre um chip de celular para ter acesso à internet durante toda a viagem. Você poderá utilizar o Waze ou outro aplicativo de navegação para dirigir pelo país; fazer pesquisas de última hora; e utilizar o Google Maps para se deslocar pelas cidades, especialmente as maiores, como Marrakesh. A principal empresa de telefonia do país é a Maroc Telecom e você encontrará lojas nos centros das cidades.

4. Evite sempre ajuda de estranhos solícitos pelas ruas, especialmente, nas medinas. Estas são labirínticas e muitos marroquinos espertos se oferecem para ajudar quando, na verdade, só querem extorquir dinheiro do turista. Apenas responda educadamente que não quer ajuda e siga em frente, mesmo estando perdido.

5. Se for visitar o Deserto do Saara, é óbvio que você não entrará de carro sozinho pelas areias do deserto, né? Mas não se preocupe. Se você for se hospedar no meio do Saara, o hotel/acampamento providenciará o transporte do local de encontro ao meio das dunas (o valor do transporte, que pode ser 4x4 ou dromedário, é pago à parte).

No deserto do Saara


No mais, é tirar da cabeça qualquer paranoia ou preconceito que você possa ter sobre o Marrocos e curtir a viagem!!




OBS:
1. Este post não recebeu nenhum tipo de patrocínio


Nenhum comentário:

Postar um comentário