Menu

domingo, 14 de outubro de 2018

O que é preciso saber para conhecer Cinque Terre

A cobiçada Cinque Terre corresponde a cinco pequenas vilas italianas incrustadas sobre penhascos de frente para o mar, constituindo uma das principais atrações turísticas da ragião da Ligúria. Com típicas e coloridas habitações italianas, as cinco vilas competem entre si pelo posto de mais bonita, fornecem praias para que o turista possa se refrescar durante o verão italiano e encantam com belas e pitorescas paisagens.

Manarola, a terre que considero mais bonita

As cinco vilas são as seguintes, seguindo a ordem sul-norte:

1. Riomaggiore, uma das comunas mais populares entre as cinco, possui trilhas que levam a imperdíveis mirantes com vista para o mar.

2. Manarola, distrito da comuna anterior, não perde em nada no quesito beleza (a considero, inclusive, a mais bonita das cinco) e é interligada a Riomaggiore pela popular trilha conhecida como Via Dell´Amore.

3. Corniglia, distrito de Vernazza, é a menos visitada entre as cinco devido ao seu acesso mais difícil e, por isso, acaba sendo a menos lotada.

4. Vernazza, comuna que possui uma antiga torre medieval na parte mais alta do penhasco de frente para o mar, conhecida como Castello Doria. 

5. Monterosso al Mare, comuna que possui a geografia menos acidentada e as prais mais propícias para banho, com uma considerável faixa de areia (privada e, portanto, paga, em sua maior parte).


Mapa mostrando o Parque Nacional de Cinque Terre, com as 5 vilas no sentido sul-norte: Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso.


Riomaggiore, a primeira das terres no sentido sul-norte


Corniglia, a terre de mais difícil acesso. Não há píer e, portanto, não há como acessá-la de barco.
Vernazza

Monterosso al Mare


Pouco antes de se chegar a Riomaggiore, o turista se depara com uma das principais cidades litorâneas da região da Ligúria: La Spezia. A cidade acaba servindo como porta de acesso para o turista que pretende chegar à Cinque Terre.

La Spezia


Mapa mostrando La Spezia e sua proximidade com Cinque Terre


Como chegar a Cinque Terre


Devido à acidentada geografia, as cinco vilas que formam este balneário, já considerado patrimônio Mundial pela Unesco, sempre foram um pouco isoladas. Mas não se preocupe, pois há mais de uma forma de se acessar a região:

1. Trem: partindo de La Spezia, os trens partem com uma alta frequência até as cinco vilas citadas (todas elas possuem estações ferroviárias). Para isto, você pode adquirir, na estação de trem da cidade, o Cinque Terre Card, que dá acesso ilimitado às viagens de trem para as cinco cidades (saiba mais abaixo). De La Spezia a Riomaggiore, a mais próxima, são apenas 10 minutos de trem.

2. Carro: se você pretende chegar a Cinque Terre cedo e estiver de carro, pode seguir direto até a primeira das terres, Riomaggiore, deixando o seu carro estacionado na cidade. Mas saiba que o espaço é limitado e, chegando tarde, você pode não encontrar mais vaga. Nós preferimos não arriscar.

3. Barco: saindo do porto de La Spezia, há também barcos que fazem o trajeto até 4 das vilas (Riomaggiore, Manarola, Vernazza e Monterosso). Há barcos saindo também da cidade de Portovenere, localizada próximo a La Spezia e, considerada por muitos, a sexta terre. Mais informações sobre os passeios de barco, abaixo.

Para chegar a La Spezia, você pode pegar um trem (para checar as opções, você pode pesquisar no site da Trenitalia) ou ir dirigindo. Nós, por exemplo, estávamos de carro e fomos dirigindo de Lucca, na Toscana, até La Spezia. Muitos turistas fazem como nós e incluem esta parte da Ligúria em um roteiro pela Toscana, considerando a proximidade entre as duas regiões da Itália.

Se for de carro até La Spezia, você terá que encontrar um estacionamento, de preferência o mais perto possível da estação de trem. Nós indicamos o estacionamento Piazzale d´Armi, localizado na Via XV Giugno, 637, a cerca de 10 minutos de caminhada da estação ferroviária. A grande vantagem do local é que é gratuito, o que permite uma grande economia, já que, se fôssemos parar em um local pago, teríamos gastado uma nota, considerando que passamos quase o dia inteiro em Cinque Terre.

Estacionamento em La Spezia, na Piazzale d´Armi, a cerca de 10 minutos a pé da estação de trem (circulada em vermelho)

No trecho a pé entre o estacionamento e a estação de trem, você ainda pode ir apreciando as ruas e prédios de la Spezia, que acabou nos surpreendendo como uma bela cidade.

Seguindo, a pé, até a Estação Ferroviária de La Spezia


E se encantando com os belos prédios da cidade


La Spezia

Sobre o Cinque Terre Card



Este cartão permite o acesso ao chamado Parque Nacional de Cinque Terre, onde estão localizadas as cinco vilas, e garante ao visitante o transporte ilimitado de trem entre elas e La Spezia. Este acesso pode ter duração de 1 dia (custando, no momento, 16 euros por pessoa), 2 dias (custando 29 euros) ou 3 dias (custando 41 euros). Os valores costumam ser um pouco mais baratos nos meses de novembro e dezembro.

Você pode adquirir o cartão nas estações ferroviárias das terres ou na de La Spezia. Também é vendido na estação de trem da cidade de Levanto. Afinal, o cartão também permite o deslocamento de trem entre esta última e La Spezia.

A venda online também está disponível no site oficial do Parque Nacional de Cinque Terre. E há uma opção virtual para levar no aparelho do celular.

Outras facilidades do Cinque Terre Card: acesso a banheiros públicos (mas tive que pagar o que utilizei), acesso a internet WiFi em Hot Spots pelo parque e acesso ao ônibus que liga a estação de trem de Corniglia à vila.

Para utilizar o cartão em cada viagem de trem, é preciso sempre validá-lo na estação a cada viagem em máquinas verdes específicas para isto.

Máquina de validação do Cinque Terre Card, presente em todas as estações. Basta inserir o cartão no local específico para tal e ele será validado

Como se deslocar entre as terres


A este ponto, você já deve ter percebido que o trem é a forma mais prática de se deslocar entre as cinco vilas, indo e vindo no sentido que você achar melhor. Como as terres estão bem próximas uma da outra, o trajeto é super rápido.

Em Riomaggiore, Manarola, Vernazza e Monterosso, as estações de trem ficam nas próprias cidades. Já em Corniglia, ela fica afastada, sendo necessário pegar um ônibus que parte da estação até a vila (o Cinque Terre Card é válido para este transporte). Você pode também seguir a pé, mas tenha em mente que o caminho é quase todo uma subida.

O ônibus que interliga a estação de erem de Corniglia à cidade


O barco é a outra opção para se deslocar entre as terres. O Consorzio Marittimo Turistico é a empresa que interliga não apenas as Cinque Terre entre si mas também a Portovenere, La Spezia e Levanto. Há numerosas rotas diárias, com uma frequência maior na alta temporada, e com diversos preços, que variam de acordo com a sua preferência e necessidade: trajetos apenas de ida ou de ida-e-volta, cidades de origem e de destino, e inclusão de paradas no caminho.

Sendo assim, você pode sair de Portovenere com destino a Monterosso e, no caminho, fazer paradas em outras terres. Pode comprar um ticket que te dê o direito apenas de ir de Vernazza a Rimaggiore ou, então, comprar um ticket de ida-e-volta de Riomaggiore a Monterosso. Citei apenas algumas opções, já que são muitas as possibilidades de roteiro. Utilize a que for mais conveniente ao seu bolso, tempo e preferências.

Apenas Corniglia não possui píer, de forma que ela pode apenas ser acessada de trem ou a pé. Já as outras terres possuem um píer e o turista pode comprar o bilhete na hora, no quiosque da empresa de barco.

A imagem abaixo mostra uma ideia dos horários e trajetos dos barcos ao longo do dia. Mas recomendo que cheque informações atualizadas no site oficial da companhia de barcos, na época da sua visita.


 Os valores atualizados dos mais variados trajetos de barco podem ser checados neste link.

Vale ressaltar que uma das vantagens do passeio de barco é poder ter um ponto de vista diferente dos vilarejos, a partir do mar. E este foi o motivo de termos optado por andar de barco.

Como foi o nosso roteiro por Cinque Terre?


Como estávamos de carro, o deixamos em La Spezia, compramos o Cinque Terre Card na estação da cidade e seguimos rumo a Cinque Terre, escolhendo pular Riomaggiore e descer em Manarola. A partir desta última, fomos seguindo de trem, sempre no sentido norte rumo a Monterosso.

Em Monterosso, compramos uma passagem de barco até Riomaggiore. Assim, fomos apreciando todas as terres a partir do barco. Descemos em Riomaggiore, conhecemos a vila e pegamos o trem de volta a La Spezia, no final do passeio.

Iniciando o passeio de barco entre Monterosso e Riomaggiore


Obviamente, há diversas outras combinações que você pode fazer, unindo trem e barco.

Onde se hospedar em Cinque Terre


Há opções para hospedagem em qualquer uma das terres. Se quiser ter mais praia ao seu dispor, Monterosso acaba sendo a melhor opção. Se quiser mais sossego, Corniglia pode ser sua melhor escolha No entanto, as 5 se localizam muito próximas e, com o trem o o barco, você pode ir e vir entre elas sem problema.

Se sua prioridade for gastar menos, talvez, uma opção, seja se hospedar em La Spezia que, por ser maior, pode ter mais alternativas de hospedagem com preços mais acessíveis. E, considerando, a facilidade de transporte entre a cidade e as 5 terres, você não estará mal localizado.

No nosso caso, estávamos hospedados na província de Lucca, na Toscana. E um bate-e-volta foi, perfeitamente, possível.

E recompensador...






OBS:
1. Os preços indicados neste post correspondem aqueles em vigência na época da viagem. Recomendo pesquisar novamente os valores das atrações na época da sua viagem.

2. Este post não recebeu nenhum tipo de patrocínio

Nenhum comentário:

Postar um comentário